No aniversário de Beto Barbosa, relembre o 'período de ouro' da lambada no Brasil

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://fotos.noticias.bol.uol.com.br:80/entretenimento/2013/02/26/relembre-o-periodo-de-ouro-da-lambada-no-brasil.htm
  • totalImagens: 16
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20130226174109
    • Beto Barbosa [504]; Luiz Caldas [2893]; Sidney Magal [4070]; Rainha da Sucata [64807];
Fotos
27.fev.2013 - Há cerca de 20 anos, a lambada fazia sucesso no cenário musical, influenciando a moda, as novelas da Globo e o estilo de muitos brasileiros no fim da década de 80 e início dos anos 90. Relembre esse período marcado por roupas extravagantes, temática brega e hits de Sidney Magal, Kaoma e Beto Barbosa (foto), que completa 57 anos nesta quarta-feira Reprodução Mais
O paraense Beto Barbosa fez sucesso na década de 80 com hits da lambada, alcançando a fama nacional com a música 'Adocica', de 1988. Atualmente, o cantor continua na carreira artística divulgando o cenário brega. Na imagem, ele se apresenta na Virada Cultural de São Paulo Guilherme Lara Campos/Folha Imagem Mais
Outro grupo de sucesso da lambada foi o Kaoma, um conjunto musical franco-brasileiro que lançou o estilo musical na Europa, chegando aos primeiros lugares das paradas musicais de diversos países com o hit famoso "Chorando Se Foi", de 1989 Reprodução Mais
Com a música "Chorando Se Foi", de 1989, o grupo Kaoma fez enorme sucesso no Brasil Reprodução Mais
Sidney Magal foi outro grande nome do "período de ouro" da lambada. No início dos anos 90, o cantor fazia tanto sucesso com o ritmo musical que a faixa "Me Chama Que Eu Vou" virou tema de abertura da novela global "Rainha da Sucata", que foi exibida no horário nobre, tendo a lambada como um dos planos de fundo Reprodução Mais
Sidney Magal foi outro grande nome do "período de ouro" da lambada. No início dos anos 90, o cantor fazia tanto sucesso com o ritmo musical que a faixa "Me Chama Que Eu Vou" virou tema de abertura da novela global "Rainha da Sucata", que foi exibida no horário nobre, tendo a lambada como um dos planos de fundo Reprodução Mais
Sidney Magal foi outro grande nome do "período de ouro" da lambada. No início dos anos 90, o cantor fazia tanto sucesso com o ritmo musical que a faixa "Me Chama Que Eu Vou" virou tema de abertura da novela global "Rainha da Sucata", que foi exibida no horário nobre, tendo a lambada como um dos planos de fundo Reprodução Mais
Em 1990, a novela "Rainha da Sucata" contava a história da emergente Maria do Carmo, personagem de Regina Duarte. Ela era a dona da "Lambateria Sucata", cenário favorito do público da novela, responsável pela valorização do ritmo tropical. Maria do Carmo fazia par romântico com Eduardo Figueroa, vivido por Tony Ramos, o maior galã da época Reprodução Mais
O protagonista de "Rainha da Sucata", Tony Ramos, encarnava o galã da época Reprodução Mais
O sucesso de "Rainha da Sucata" e a influência da lambada ditaram a moda do começo dos anos 90: acessórios enormes e roupas chamativas eram as favoritas de Maria do Carmo (Regina Duarte), que representava o gosto popular na trama global. A roupa da protagonista constratava com a da vilã Laurinha (Glória Menezes), que quase sempre aparecia de branco Reprodução Mais
Cláudia Raia também estava no elenco de "Rainha da Sucata". Na pele da bailarina desastrada Adriana, ela exibia cabelos volumosos, copiados por telespectadores da trama, em 1990 Reprodução Mais
Os brincos chamativos da personagem Maria do Carmo, de "Rainha da Sucata", faziam sucesso fora das telinhas no começo dos anos 90. Acessórios grandes e coloridos eram bastante utilizados na época. Reprodução Mais
As roupas da época eram coloridas e chamativas. As mulheres usavam saias rodadas curtas e tops, deixando a cintura e o umbigo à mostra. Os homens usavam camisetas regatas e as prendiam na calça, que geralmente era apertada e ficava presa com um cinto próximo ao umbigo Reprodução Mais
Os atores globais ajudaram a divulgar o estilo de roupa sensual do período. Na foto, Mauricio Mattar e Patrícia Pilar, que viviam os personages Rafael e Alaíde na novela "Rainha da Sucata". Apesar do tom mais sóbrio de suas roupas, o formato e o tamanho das peças seguiam a tendência da lambada Reprodução Mais
A lambada ainda hoje é lembrada como um ritmo tropical, que valoriza a sensualidade da mulher. Na imagem, reprodução da capa de um disco de vinil com coletâneas de hits do início dos anos 90, período em que o ritmo musical invadiu as rádios do país Reprodução Mais
O sucesso do ritmo lambada chegou inclusive a Hollywood pelo filme "A Dança Proibida", estrelado pela ex-Miss EUA Laura Harring em 1990. Na história exótica, ela vivia uma princesa brasileira que queria salvar uma vila amazônica das mãos de uma multinacional. A heroína viaja ao Estados Unidos para pedir ajuda e acaba dançando em um concurso de lambada Reprodução Mais
Hospedagem: UOL Host