Tragédias mundiais

Os principais desastres internacionais de 2011

Informações sobre o álbum
  • editoria: retrospectiva-2011
  • galeria: Tragédias mundiais
  • link: http://fotos.noticias.bol.uol.com.br/retrospectiva/2011/11/25/tragedias-internacionais.jhtm
  • totalImagens: 43
  • fotoInicial: 2
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 1324308288996
    • Retrospectiva 2011 [55453]; internacional [35978];
Fotos
JANEIRO - O vulcão Shinmoedake, localizado no sudeste do Japão, entrou em erupção e lançou nuvens de fumaça e cinzas. Localizado entre as cidades de Miyazaki e Kagoshima, o vulcão fez as autoridades aumentarem o nível de alerta na região (27/1/11) Governo de Kirishima/ Reuters Mais
MARÇO - O Japão foi atingido por um dos maiores terremotos de sua história recente, que provocou um tsunami devastador. O número de vítimas quase ultrapassou 25 mil pessoas segundo balanço da polícia japonesa, sendo 14.949 mortos e 9.880 desaparecidos. O desastre de 11 de março destruiu mais de 115 mil imóveis e danificou parcialmente mais de 160 mil casas, além de provocar a crise nuclear da usina de Fukushima, o que obrigou 80 mil famílias a abandonarem suas casas. AP Mais
ABRIL - Ao menos 27 pessoas morreram em desmoronamento de terra nas Filipinas e cerca de 40 ficaram desaparecidas. O desastre ocorreu em Pantukan, na província de Compostela, ao sul de Manila (22/4/11) EFE/Exército filipino Mais
ABRIL - Uma violenta tempestade que criou um aparente tornado atingiu St. Louis, nos EUA. Em alguns bairros da região, casas foram destruídas e carros foram virados de cabeça para baixo ou arremessados em gramados pela força da tempestade (22/4/11) Johnny Andrew/ St. Louis PostDispatch/ EFE Mais
ABRIL - O vulcão Tungurahua, no centro andino do Equador, entrou em atividade após quatro meses de relativa calma. As cinzas alcançaram povoados como Palitahua, Runtún, Choglontus, Pondoa e Juive, situados nos arredores do vulcão (26/4/11). Soledad Contreras/EFE Mais
MAIO - Fortes chuvas nos EUA fizeram com que transbordassem os rios Mississippi e Ohio, provocando inundações na região central do país. Centenas de pessoas foram retiradas de suas casas (5/5/11) Rogelio V. Solis/ AP Mais
MAIO - A Espanha foi atingida por um terremoto de magnitude 5,3 que deixou 10 mortos e dezenas de feridos. Os tremores atingiram a região sudeste do país (11/5/11). Israel Sánchez/EFE Mais
MAIO - Imagens mostram destruição provocada após a passagem de tornado em Joplin, no Estado do Missouri, nos EUA (22/5/11). Com ventos de até 320 km/h, o tornado afetou em torno de 8.000 edifícios da cidade e deixou um rastro de destruição de 6,4 km de comprimento e mais de 1 km de largura, matando 142 pessoas. Esse foi considerado o mais devastador tornado dos EUA nas últimas seis décadas. Benjamin Krain/Getty Images/AFP Mais
JUNHO - Temporada de tornados alarmou os EUA. Dois deles passaram pela região de Massachusetts e causaram a morte de quatro pessoas Michael S. Gordon/ Springfield Republican/ AP Mais
JUNHO - O vulcão Popocatépetl, localizado próximo à capital mexicana, expeliu uma coluna de cinzas que alcançou uma altura de aproximadamente três quilômetros. O vulcão, que tem uma altura de 5.426 metros acima do nível do mar, é a segunda maior montanha do país. Ele lança fumaça regularmente e é visível em algumas áreas da Cidade do México (3/6/11) Reuters Mais
JUNHO - Milhares de moradores da cidade de Los Alamos, no Estado americano do Novo México, deixaram suas casas devido a um incêndio florestal que se alastrou pela região (29/6/11) Morgan Petroski/The Albuquerque Journal/AP Mais
JUNHO - Mais de 22 mil hectares de floresta foram arrasados por incêndios na Sibéria. Foram contabilizados 144 incêndios que afetaram cerca de 22.035 hectares, informou o Ministério da Rússia para Situações de Emergência (4/6/11). Ilya Naymushin/Reuters Mais
JUNHO - O vulcão chileno Puyehue, que fica perto da fronteira com a Argentina, entrou em erupção, e grandes colunas de fumaça podiam ser vistas de longe. O fenômeno deslocou mais de 3,5 mil pessoas no Chile e afetou por semanas o espaço aéreo do Cone Sul (4/6/11). Ivan Alvarado/Reuters Mais
JUNHO - O maior incêndio florestal da história do Arizona (EUA) atingiu cerca de 156 mil hectares e obrigou o deslocamento de cerca de 5 mil pessoas. O Departamento de Transporte também informou que o fogo interrompeu o tráfego em cerca de 320 quilômetros de estradas no leste do Estado (10/6/11). Kevork Djansezian/Getty Images/AFP Mais
JUNHO - Uma onda de calor atingiu os Estados Unidos e matou cinco idosos. Segundo meteorologistas, as temperaturas atingiram entre 32ºC e 38ºC (9/6/11). Mary Altaffer/AP Mais
JUNHO - A Nova Zelândia sofreu com uma série de tremores que atingiu a cidade de Christchurch, a segunda maior do país. Os abalos provocaram danos materiais, mas não houve relatos de mortes (13/6/11). Mark Mitchell/ New Zealand Herald/ AP Mais
JUNHO - Inundações nas regiões centrais e sul da China afetaram 5,7 milhões de pessoas e provocaram a destruição de 7.000 casas. A tragédia deixou cerca de 100 mortos e 80 desaparecidos. Além disso, 500.000 pessoas foram obrigadas a abandonar suas casas (20/6/11) AFP Mais
JUNHO - O leste e o centro do México foram castigados por fortes ventos e chuvas que provocaram alguns deslizamentos e queda de árvores, depois que a tempestade Arlene entrou em território mexicano (30/6/11). Tomas Bravo/Reuters Mais
JULHO - Cerca de 2.000 pessoas foram retiradas de seus lares nos arredores do vulcão indonésio Lokon, no norte das ilhas Célebes, após erupções registradas no local (13/7/11). Arief Sandi/EFE Mais
JULHO - Peixes do lago O.C. Fisher, em San Angelo, no Texas (EUA), não resistem à seca prolongada dos Estados Unidos. Em 2011, San Angelo teve apenas 2,5 milímetros de chuva, o pior nível desde 1895 AFP Mais
JULHO - 17 pessoas morreram em deslizamentos de terra provocados por fortes chuvas na região central da Coreia do Sul. Um dos deslizamentos ocorreu próximo a uma represa do rio Soyang, 100 quilômetros ao leste de Seul, e destruiu quatro casas e um hotel (27/7/11). Jang Seung-yoon/ AFP Mais
JULHO - Vista aérea mostra área residencial inundada em Tadami, no Japão. Chuvas torrenciais atingiram províncias na parte norte do país, matando uma pessoa. Cerca de 390 mil japoneses tiveram de abandonar suas casas (29/7/11). Kyodo News/Reuters Mais
AGOSTO - Garotos nadam em rua alagada em Maceda, em Manila, nas Filipinas. A ação combinada de uma tempestade tropical e posteriormente de um tufão no país deixou 70 mortos e cerca de 1 milhão de pessoas desabrigadas (2/8/11) Romeo Ranoco/Reuters Mais
AGOSTO - A Nova Zelândia foi atingida por uma onda de frio excepcional, a pior em 50 anos, que provocou o fechamento de estradas, o corte da energia elétrica e a paralisação de regiões inteiras do país (15/8/11). Marty Melville/AFP Mais
AGOSTO - A cidade americana de Phoenix, no Estado do Arizona, foi atingida por uma grande tempestade de areia vinda do deserto. Foi a terceira vez no ano que uma tempestade como esta atingiu a região sudoeste dos Estados Unidos. As nuvens gigantescas paralisaram não apenas o tráfego aéreo mas também o trânsito nas ruas da cidade (19/8/11). Joshua Lott/Reuters Mais
AGOSTO - Uma pessoa morreu devido às chuvas torrenciais e fortes ventos provocados no oeste da Coreia do Sul pelo tufão Muifa. O tufão também atingiu parte da Ásia, como a cidade chinesa de Xangai, mas quando já havia perdido força (8/8/11). Eugene Hoshiko/ AP Mais
AGOSTO - A passagem do furacão Irene pelo norte do Haiti provocou a morte de duas pessoas. Centenas de casas foram afetadas pelo fenômeno, que castigou também Porto Rico, República Dominicana, Turks e Caicos e Bahamas (foto) (25/8/11). Lynne Sladky/AP Mais
AGOSTO - Deslizamentos de terra atingem aldeias de Mabono e Meru, em Uganda, perto da fronteira com o Quênia, e deixam centenas de casas destruídas, matando famílias inteiras (30/8/11). Trinta pessoas morreram na tragédia. AP Photo/Stephen Wandera Mais
AGOSTO - A passagem do furacão Irene por Nova York não deixou nenhum morto, mas, segundo a rede americana CNN, a forte chuva que atingiu a Times Square deixou o local parecido com o cenário do filme 'Blade Runner', um clássico da ficção científica dos anos 80 (30/8/11) Timothy A. Clary/AFP Mais
SETEMBRO - Cabras mortas são vistas após incêndio em Oak Hills, na Califórnia (EUA); a região sofreu com o fogo que se alastrou rapidamente e obrigou 1.500 pessoas a deixar suas casas, segundo autoridades norte-americanas (3/9/11) Jae C. Hong/AP Mais
SETEMBRO - Pelo menos 37 pessoas morreram e mais de 50 ficaram desaparecidas no Japão após a passagem do tufão Talas. Este foi o tufão mais violento a atingir o país desde outubro de 2004, quando um fenômeno similar deixou mais de 100 mortos (5/9/11). Jiji Press/ AFP Mais
SETEMBRO - O Paquistão enfrentou inundações que deixaram mais de 340 mortos e 7,5 milhões de desabrigados. A zona mais afetada foi a província de Sindh, no sul do país, embora também tenham sofrido as consequências das fortes chuvas alguns distritos vizinhos, como Baluchistão e Punjab (10/9/11). Asif Hassan/AFP Mais
SETEMBRO - Quatro terremotos atingiram o sul da Guatemala num intervalo de duas horas e meia, fazendo tremer prédios na capital e matando três pessoas. Os terremotos afetaram principalmente a zona produtora de cana-de-açúcar, levando 400 pessoas a deixar suas casas. Na foto, uma mulher de 81 anos caminha pelos destroços do local onde morava (19/9/11). Saul Martinez/EFE Mais
SETEMBRO - A passagem da tempestade tropical Lee pelo Nordeste dos EUA causou chuvas torrenciais que deixaram ao menos cinco mortos na Pensilvânia e Virgínia (5/9/11). Hal Yeager/AP Mais
SETEMBRO - Onda arrebenta na cidade portuária de Kiho, na região central do Japão, onde o tufão Roke, que atingiu a costa do município de Shizuoka, provocou uma fuga em massa de moradores e fechou fábricas (21/9/11). Sete pessoas morreram. Daiji Yanagida/Chunichi Shimbun/AP Mais
SETEMBRO - Filipinos caminham desesperados em rua inundada na capital, Manila, onde os moradores enfrentaram destruição e fortes inundações provocadas pelo poderoso tufão Nesat, com ventos de até 170 quilômetros por hora (27/11/11). Ao menos 43 pessoas morreram. Francis Malasig/ EFE Mais
OUTUBRO - Indonésio observa seu carro danificado por bloco de concreto após um terremoto de 6 graus atingir a costa meridional da ilha de Bali. Dezenas de pessoas ficaram feridas e centenas de turistas deixaram hotéis na região (13/10/11). AFP Mais
OUTUBRO - Mais de uma semana ininterrupta de chuvas na América Central mataram mais de 70 pessoas e deixaram 100 mil desabrigadas (16/10/11). Rodrigo Abd/AP Mais
OUTUBRO - Bebê de apenas 15 dias é resgatado de prédio destruído por terremoto em Ercis, na Turquia. O país sofreu com um tremor de magnitude 7,2 graus, o pior da Turquia em uma década. Equipes de resgate vasculharam edifícios à procura de sobreviventes. Mais de 270 pessoas morreram (24/10/11). Reuters Mais
OUTUBRO - Carros e destroços de barcos são cobertos de lama na cidade de Monterosso, na região italiana da Ligúria, após enchente que atingiu a região. As chuvas na Itália deixaram 9 mortos e 6 desaparecidos (26/10/11). Massimo Pinca/ AP Mais
NOVEMBRO - A Tailândia sofreu com inundações que deixaram mais de 500 mortos. As regiões mais afetadas pela tragédia foram a central e a norte do país. Em Bancoc (foto), que tem 12 milhões de habitantes, cerca de um quinto da população ficou debaixo d' água, junto com dejetos tóxicos e cadáveres de animais (6/11/11). Kerek Wongsa/Reuters Mais
DEZEMBRO - Um incêndio de grandes proporções atingiu um hospital em Calcutá, na Índia, matando ao menos 89 pessoas (9/12/11). A polícia prendeu seis pessoas ligadas ao hospital por suspeita de negligência, para investigar se o local cumpria as medidas de segurança necessárias. Testemunhas informaram que os bombeiros levaram mais de uma hora para chegar ao local e que autoridades e médicos deixaram o prédio sem se preocupar com os pacientes. Na foto, vítima é resgatada durante o incêndio. A tragédia marca o último mês de um ano repleto de desastres internacionais. STR/AFP Mais
DEZEMBRO - Vista aérea mostra danos causados na cidade de Iligan, no sul das Filipinas, pela tempestade tropical Washi. Mais de 650 pessoas morreram (18/12/11). Richel Umel/AFP Mais
Hospedagem: UOL Host